Correio Digital
 
 
 
NEWSLETTER
Email
subscrever
cancelar a subscriçao

NOTÍCIAS
Política
Economia & Negócios
Desporto
Sociedade
Entrevista
Cultura & Media
Mundo Digital
Celebridades
Mundo
África
Actualidade
Retrato
Música
Eleições 2008

FÓRUM

CORREIO DIGITAL
Contactos
Foto Galeria

SONDAGEM
O MPLA foi o justo vencedor das eleições de 05 de Setembro?
Sim
Não
 votar   resultados 

OPINIÃO

por: Antonio Pacheco
A Europa bem pensante, Geldof em Lisboa e Àfrica que fica tão longe
Paulo Gomes/Jornalista
UM VÉU ESCURO
Por: Sousa Jamba
O último curandeiro de Banjul

 

Actualidade
Adriano Parreira
Afastado da Universidade Lusíada por apoiar a UNITA
2008-08-20 20:41:36
Figura científica e política denuncia o seu afastamento da direcção da Universidade Lusíada de Angola (ULA), por ter expresso o seu apoio à UNITA.Adriano Parreira, alvo da medida, ocupava por contrato o cargo de Director do Centro de Estudos, Investigação e Pós-Graduação do referido estabelecimento de ensino superior privado.

É, igualmente, o presidente do Partido Africano Independente (PAI), que anunciou participar no processo eleitoral em curso, apoiando a candidatura da UNITA.Acusa o administrador da ULA, Rui Mingas, como impulsionador da medida, exigindo contra a mesma imediato «inquérito judicial» para a consequente sanção posterior.
--->
por José Ribeiro
Campanha e política
2008-08-19 17:14:33
Se o eleitorado tivesse de votar em projectos e propostas políticas consentâneas com a realidade nacional, as eleições estariam à partida decidida. À excepção do MPLA, que se esforça por fazer chegar ao público um programa político com cabeça, tronco e membros, a campanha eleitoral está caracterizada por um amontoado de fantasias despojado de propostas alternativas.

O partido que proclamou a independência, abriu o país ao regime democrático e à economia de mercado, dá estabilidade à governação e organizou eleições de maneira exemplar, mostra deter uma visão sólida de Estado que não encontra paralelo.Para recorrer à linguagem olímpica, a avaliação que se faz do modo como as formações políticas se prepararam para a competição eleitoral, obriga a dizer que, apesar do “avanço” que receberam do partido no poder, com todas as oportunidades e facilidades para se organizarem, o balanço do que foi até aqui apresentado é confrangedor.
--->
Dissidentes marginalizados
MPLA distante de maioria absoluta
2008-08-18 05:12:56
Uma avaliação pertinente do processo eleitoral em curso em Angola, que também contempla estimativas em relação ao resultado provável das eleições, admite que o MPLA ganhará mas sem alcançar maioria absoluta. Um dos factores considerados na projecção é a presente impopularidade do MPLA, em razão da qual só conseguiria uma maioria absoluta se recorresse à fraude – e esta, a ocorrer, será pontual.

Razões pelas quais a fraude, a ocorrer, não será em larga escala:
- A sociedade, em geral, apresenta uma consciência cívica e política mais aguda; a sua atitude é redutora de tais práticas. A oposição aplicou-se em acções de formação eleitoral; a sua base de apoio, em que predominam os jovens, aparenta estar agora menos constrangida ou amedrontada que no passado em relação ao regime.
--->
Opinião
Os de sempre!
2008-08-15 16:37:23
LÁ ESTÃO ELES, novamente. Os mesmos de sempre! Aqueles a quem o progresso de Angola lhes faz muita confusão. Numa altura em que TODOS reconhecem que o processo eleitoral está nos carris, lá vêm os sabichões das sandálias e escritórios de vão de escadas levantar suspeições, questionar a credibilidade das instituições e ver fantasmas onde só eles conseguem vislumbrar.

Podem ser vistos em Londres ou nas televisões em Lisboa sempre com uma sentença anunciada contra Angola e os angolanos, de que se dizem amigos para justificarem as suas interferências. Não se capacitam nem aceitam que Angola é um país independente e que compete ao seu povo resolver os seus problemas, sem receitas nem recados de quem quer que seja. Por isso haverá eleições em 5 de Setembro para que o povo escolha soberanamente um novo parlamento, sem imposições de ninguém.
--->
Baixo IDH em Angola 2008-08-08 04:14:00
Empresários sem medo das eleições em Angola 2008-08-06 06:51:42
ENDIAMA vai estudar o relatório sobre a fome na área diamantífera do Cuango 2008-08-01 17:55:12
Jurista lança colectânea sobre Angola na ONU 2008-07-31 04:48:36

 
 
© Correio Digital. Todos os direitos reservados. Tecnologia Cgest
A redistribuição ou a difusão, parcial ou integral, das notícias deste site é proibida, sem prévio e expresso consentimento do Correio Digital